Skip to content

A necessidade de orar por reuniões administrativas da igreja

O profeta Joel e Nosso Senhor Jesus Cristo são exemplos de personagens bíblicos que oraram pela liderança do povo de Deus. Nessa semana, a Igreja Adventista da Promessa estará reunida, por meio de representantes, por isso é necessária a intercessão dos promessistas.  

Em momentos importantes da história de Israel, uma das orientações de Deus era a convocação de “assembleias solenes”, e pelo que a Bíblia indica, eram reuniões que estavam dentro do calendário cerimonial do povo israelita, na modalidade nacional. Em um contexto cercado por momentos espirituais, culturais e sociais complicados e incertos, Deus orientou seus profetas a convocar essas cerimônias. Em pelo menos duas passagens proféticas, Deus determinou esse tipo de reunião, ao mesmo tempo que pediu oração, jejum, arrependimento e santificação. 

Para Joel, por duas vezes, Javé ordenou: “Santificai um jejum, convocai uma assembleia solene, congregai os anciãos, e todos os moradores desta terra, na casa do Senhor vosso Deus, e clamai ao Senhor”. (Joel 1:14) O segundo texto, é semelhante, e mostra o interesse de Deus nesse tipo de cerimônia: “Tocai a trombeta em Sião, santificai um jejum, convocai uma assembléia solene”. (Joel 2:15). Afinal, reuniões gerais costumam ser, apesar de ter momentos de animosidade, tempo de reconciliação, renovação e reflexão sobre a obra de Deus e a necessidade de avançar com o poder de Deus. 

No Novo Testamento, Jesus Cristo, antes de escolher os 12 discípulos, clamou ao Pai, como descreve Lucas 6:12-13: “Naqueles dias, Jesus se retirou para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando a Deus.  E, quando amanheceu, chamou a si os seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos”

Nessa semana, a Igreja Adventista da Promessa estará reunida, por meio de seus líderes e representantes, no Centro Administrativo Promessa, em Cosmópolis (SP), para eventos administrativos, pelos quais o Ministério de Vida Pastoral da Convenção Geral (MVP), pediu a intercessão dos promessistas, em suas redes sociais. Essa “assembleia solene” nacional ocorrerá de 14 a 19 de novembro. Veja em detalhes, os eventos a seguir: 

14 e 15Junta Geral Deliberativa

16 – Comissão Teológica

17 e 1858ª Assembleia Geral 

19Conferência UMA (on-line)

 

Essas reuniões administrativas de planejamento, decisões e reflexão da Palavra de Deus, já foram convocadas, com a graça e permissão de Deus, agora, elas podem contar com sua intercessão por elas e para que os presentes ali, tomem decisões direcionadas pelo Espírito?

 

Por: Ministério de Comunicação | APC Jornalismo.