Skip to content

Lições Esgotadas: assinatura digital está disponível aos Promessistas

Editora Promessa disponibiliza assinatura da digital das Revistas da Escola Bíblica. Internautas e autores falam da relevância do conteúdo do trimestre. 

A Editora Promessa divulgou em suas redes sociais que a mais recente série de Lições Bíblicas “Como os cristãos veem o mundo: estudos sobre cosmovisão”, teve sua tiragem impressa esgotada. Ao todo, foram impressas 18 mil exemplares e o motivo do esgotamento? O Promessistas.org foi saber com o Pastor Eleilton Freitas, Vice-presidente da Convenção Geral das Igrejas Adventistas da Promessa, Diretor da Editora e editor das Lições Bíblicas, ele respondeu com algumas perguntas que sugerem, talvez, o motivo das edições acabarem. “Não conseguimos identificar ao certo a razão. O tema interessante? Maior divulgação? O pessoal voltando às igrejas? Um reavivamento no ensino?”, questionou.

Mas o que fazer diante do esgotamento das revistas impressas? Diante do fim da edição impressa, a Editora disponibiliza em seu site, uma versão digital das Lições Bíblicas. Vale ressaltar, que o serviço é pago, com o custo de R$ 30,00, 4 edições anuais. Outro ponto importante a se observar, é que a revista digital não é um aplicativo, portanto, não se encontra nas lojas de app’s dos celulares, pois ela funciona no próprio site da Editora, logo, só é possível acessar o conteúdo se o usuário tiver Internet no momento.

Para adquirir a assinatura, basta acessar, preencher o cadastro e fazer o pagamento. O site é: www.lb.editorapromessa.com.br > Simples e prático, o serviço está a palma da mão com o mesmo conteúdo da versão impressa, mais com algumas vantagens: acesso às leituras bíblicas indicadas, que só aparecem citadas na revista impressa; acesso aos podcast (estudos em áudio) e aos recursos-extra, na área da Escola Bíblica no Promessistas.org. Quem vive uma experiência satisfatória, e aprova a versão digital das Lições, é a líder regional Gislaine Cuenca, ela escreveu no Instagram da Editora, “Eu tenho a assinatura digital da Lição Bíblica e acho excelente”, relatou.

Conteúdo que responde a desafios – Alguns promessistas nas redes sociais da Editora, tem feito apontamentos sobre o conteúdo do trimestre, entre eles, escreveu Elynaldo Pereira que, as vendas da revista são um “sinal de que foi um sucesso”, e ainda declarou sobre a temática que é, “justamente o que a igreja precisa. Glória a Deus, pois ele tem usado esses grandes homens e mulheres a escreveram assuntos atuais, cheios do poder de Deus”, testemunhou. Quem também comentou sobre o tema do trimestre, foi dois autores das Lições Bíblicas, como relevante e transformador.

O Pr. Silvio Gonçalves, Superintendente da Convenção Paranaense, explica que os temas são renovadores para a vida cristã e subsídios para uma vida mais segura, diante dos tempos com tantos valores questionados. “Os promessistas têm à disposição uma série de estudos que revigorará nossas convicções de fé e nos capacitará a oferecer às pessoas uma maneira consistente para viver em uma sociedade em transformação”. Ele também concluiu que, “este tema da cosmovisão, em especial, me cativa. Entender quem somos, qual nosso lugar e papel no mundo, torna nossa mensagem mais eficaz e relevante. Além disso, uma das nossas lições mostrará que a vida cristã não é enfadonha, pelo contrário, ela pode ser legitimamente prazerosa”.

Para o Pr. Mateus Silva de Almeida, Secretário do Cetap Geral e da Convenção Paulista, que assina o conteúdo dos estudos, “é muitíssimo importante para a missão da igreja de Deus. Olhar para o mundo sempre foi um requisito para o cumprimento da missão. Mas para isso é preciso ter as ‘lentes’ do evangelho, olhar para a cultura e interagir com ela como fez Jesus, amando as pessoas do mundo sem, no entanto, absorver suas práticas erradas”, analisa. O líder também observa que, o conteúdo deve levar a igreja a uma prática missional no local onde ela está presente. “Além do empenho dos professores, para compreender e aplicar o conteúdo, que também tenhamos um comprometimento dos membros em geral, de se engajar ainda mais com a missão de Deus, a partir de seus contextos locais”, ressaltou.

 

Por: Ministério de Comunicação.