Promessistas: 89 anos cumprindo a missão de Deus

Como podemos cumprir a missão de Deus como seu povo na terra? O Senhor tem levantando milhares de milhares, ao longo do tempo, a fim de, levar sua Palavra no mundo. Nestes 24 de janeiro de 2021, a Igreja Adventista da Promessa completa 89 anos, e temos ao longo dos anos, colaborado com a missão de Cristo, através de alguns valores. 

 

EVANGELIZAÇÃO

Entre os anos 1960 e 1961, ocorreram três viagens missionárias que deram início à obra de expansão missionária na Igreja Adventista da Promessa, pelo pai das “missões promessistas”, Pr. Junílio da Silveira. Em primeira viagem, passou por Montevideo, no Uruguai; depois, foi até a Argentina, onde evangelizou um pastor. Na segunda viagem, voltou à Argentina e ao Paraguai, colhendo mais frutos. Na terceira viagem, voltou ao Paraguai e à Argentina, onde sete pessoas foram batizadas. Com ele, nesta etapa, estavam os pastores Cassiano Domingos de Souza e José da Costa Menezes. 

Assim, a igreja começou a se expandir.Através deles, estamos completando 89 anos de evangelização. A IAP está presente na Argentina, em Angola, na Bolívia, no Brasil, no Chile, na Colômbia, em El Salvador, na Espanha, na França, na Guatemala, na Índia, na Inglaterra, em Moçambique, na Nigéria, no Paraguai, no Peru, em Portugal, na Suíça e no Uruguai. São 1.070 igrejas e congregações, cerca de 70 mil promessistas, nos 18 países em que a IAP está presente. Mas a missão continua. Precisamos fazer mais. Alcance pessoas do mundo todo, a partir das pessoas de seu bairro e sua cidade.

 

ORAÇÃO

Nosso fundador, o Pr. João Augusto da Silveira, esperou por volta de 4 anos, após sair de sua antiga denominação, pelo batismo no Espírito Santo. Em 24 de janeiro de 1932, ajoelhou-se em seu quarto e orou a Deus: “Não pedi para ser batizado com o Espírito Santo, mas aquele que prometeu o Consolador aos seus discípulos e o deu, lá no Cenáculo, e, posteriormente, à sua igreja, respondeu à minha oração. Em línguas estranhas e glorificações ao Pai e ao Cordeiro Exaltado, o Espírito Santo completou em meu ser a obra excelsa da Trindade”. 

A história pode se repetir. Você pode clamar ao Pai celestial e pedir que Jesus o batize no Espírito Santo. Tenha coragem; faça essa oração a Deus. Ele pode fazer isso, hoje; ele pode fazer agora! “Porque a promessa é para vocês e para os seus filhos, e para todos os que ainda estão longe, isto é, para todos aqueles que o Senhor, nosso Deus, chamar.” (At 2:39)

 

PREGAÇÃO

 

A pregação da Palavra sempre foi uma força dos promessistas. Desde seu início, a IAP contou com homens e mulheres separados para tão grandiosa obra de Deus. Nomes como: Pr. Manoel Corrêa, Pr. Santana Lopes e Pr. Godofredo Vanderley são considerados referências na pregação, na Igreja Adventista da Promessa. 

Nas ruas, nas praças, em tenda e no rádio, a igreja sempre buscou pregar a palavra.Agora, chegou a sua vez. Cada promessista é chamado a proclamar a Palavra do Senhor, a levantar a voz, com a coragem do Espírito e a sabedoria celestial, e compartilhar das Escrituras Sagradas. Estude, viva e pregue a poderosa mensagem do evangelho. 

 

SERVIÇO

Os promessistas sempre “arregaçaram as mangas” no serviço a quem precisa. Já realizaram muitos projetos: orfanatos, tarde de ação social nas igrejas e ajuda humanitária. Um marco da denominação foi o Encontro Vida, em que foram comemorados os 70 anos da igreja, com a presença de 10 mil pessoas de vários estados brasileiros, no Ginásio da Portuguesa, em São Paulo. Nesse evento, houve uma acentuada doação de alimentos como entrada. 

A IAP continua vivendo conforme a bem-aventurança de que é melhor dar que receber (Atos 20:35): são auxílios a casas de recuperação, casa de apoio aos parentes de pacientes com câncer, cestas básicas distribuídas. Durante a pandemia da Covid-19, mulheres e homens se levantaram para servir os domésticos da fé e os não cristãos e socorrê-los em suas necessidades. 

 

ENSINO

A Igreja Adventista da Promessa sempre se preocupou com o ensino da Palavra. As Lições Bíblicas datam de 1937, mais de 80 anos atrás. Investimos em literatura e sempre tivemos uma ênfase forte na doutrina, com os estudos do Pr. Genésio Mendes. Além do mais, a igreja sempre se esforçou no preparo teológico, desde a década de 1950, e sempre produziu diversa literatura, panfletos, livros e livretos. A IAP sempre se esforçou para ensinar (At 19:10). 

A história se passou, e hoje a igreja continua sua jornada de ensinar o evangelho, enquanto o proclama. Formando discípulos e discípulas para o reino de Deus. Isso, de certa forma, tem influência em sua musicalidade e em sua liturgia, em sua evangelização e em sua comunhão. 

FIDELIDADE

Os promessistas, pela graça salvadora de Jesus, têm buscado a fidelidade à Lei de Deus. A ênfase nos mandamentos de Deus, a guarda do sábado, o cuidado com a alimentação e a manutenção da obra são marcas da Promessa. Um dos que mais enfatizavam isso era o Pr. João Cavalcante Neto, um dos primeiros convertidos, ainda na década de 1930. 

 

Obedecer aos mandamentos do Senhor é uma marca dos adventistas da promessa. Uma das canções do Hinário Brados de Júbilo diz que obedecer é uma importante prova de amor (Ef 2:10). Devemos sempre buscar mais a obediência ao nosso Deus. 

 

PODER

O poder de Deus sempre conduziu a Igreja Adventista da Promessa. Após receber o poder do Consolador, o Pr. João Augusto saiu a proclamar a Palavra. Em 12 de outubro de 1933, ele viajaria ao Sudeste, chegando a Itariri (SP). Nessa viagem, desde o litoral Paulista até o Oeste do estado, centenas de pessoas foram agraciadas com o poder de Deus, em debates e vigílias. Muitas se converteram ao Senhor Jesus. Nessa viagem, muitos dos presidentes da IAP “nasceram”: João Cavalcante Neto, Vicente Muniz Falcão, Joaquim Peu, Francisco Tabanez. Eles estavam entre os primeiros promessistas a crerem na Promessa. 

Diante do poder recebido, o Pr. João Augusto passou quase um ano longe de casa; entregou-se à causa do Mestre. Muitos outros líderes e membros, por meio do poder do Espírito, marcaram a história promessista. Por isso, diante do poder divino, dedique-se à igreja do Senhor. 

 

Cremos que estes valores nos faz refletir, como no decorrer dos 89 anos, Deus tem usado a vida de cada promessista, cada igreja local, para que a missão de Deus, no que compete a nossa participação, cada vez mais se concretize. Afinal, são 89 anos de missão vivendo as promessas de Deus. 

 

Bibliografia:

Marcos que Pontilham o Caminho, São Paulo: 2002, GEVC, pp. 68-81.

_________, pp. 50-51.

_________, pp. 241-250.

_________, pp. 231-232.

_________, p. 190-191.

O Doutrinal: nossa crença ponto a ponto. São Paulo: GEVC, 2012, pp. 155-164; 187-230.

Marcos que Pontilham o Caminho, pp. 118-119.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x