Skip to content

SÁBADO ABENÇOADO: Refeições que nutrem a comunhão

Há muitas comunidades promessistas que têm o costume de fazer cafés da manhã ou almoços para nutrir a comunhão. Assim como outros bons momentos para cultivarmos nossos relacionamentos.

 

O sábado é um dia propício para fortalecer a comunhão com as pessoas. Foi o que Jesus fez, ao entrar num sábado na casa de um dos principais fariseus para comer pão: Num sábado, ao entrar Jesus na casa de um dos principais fariseus para tomar uma refeição, eles o estavam observando.” (Lucas 14:1). Embora o clima dos presentes fosse hostil a Jesus, mas Ele utilizou o dia do Senhor para ensinar sobre o verdadeiro sentido do sábado: dia para cura, restauração e fazer o bem. 

Ele agiu da mesma maneira, na casa de Simão e André, onde, após curar a sogra de Pedro, alimentou-se e passou o dia do Senhor lá com eles (Mc 1:21-31): Depois, entraram em Cafarnaum, e, logo no sábado, Jesus foi ensinar na sinagoga. E, saindo da sinagoga, foram, com Tiago e João, para a casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama, com febre; e logo deram essa notícia a Jesus. Então, aproximando-se, Jesus pegou na mão dela e fez com que ela se levantasse. A febre a deixou, e ela passou a servi-los.” (Marcos 1:21, 29-31)

Apesar da presença nas sinagogas, e da importância que dava ao ensino, no sétimo dia, nosso Senhor não abandonava a prática de dividir uma refeição, de estar perto de seus discípulos e discípulas, de partir o pão e as orações. Sempre em sua ‘agenda’ sabática estava ‘marcada’ uma refeição. 

CAFÉS DA MANHÃ E ALMOÇOS PARA NUTRIR A COMUNHÃO

Seguindo o Senhor, aproveitemos o sábado para ficar com a família e fazer juntos as refeições, os estudos da Bíblia, as orações, os aconselhamentos, o descanso. Façamos o mesmo com os amigos e os irmãos de fé. Há muitas comunidades promessistas que têm o costume de fazer cafés da manhã ou almoços para nutrir a comunhão. Assim como outros bons momentos para cultivarmos nossos relacionamentos, são o início e o final do sábado (pôr do sol da sexta-feira e pôr do sol seguinte). O sábado não nos divide, mas nos une sob a bênção do Criador. 

Desse modo, ao final do dia, nossos relacionamentos estarão mais firmes. Sabendo disso, reunamo-nos com a família, irmãos e amigos para receber e despedir o sábado com um culto a Deus, por meio de louvor, leitura da Bíblia e oração. Isso reforçará a ideia de que o tempo entre o início e o final do sábado é sagrado.

Adaptado de: Lições Bíblicas “Sábado: abençoado e santificado pelo Criado”. São Paulo: GEVC, 2018, p. 38-39.

Por: APC Jornalismo. 

Notícias