SÁBADO ABENÇOADO: um dia diferente

Isso não significa, obviamente, que os demais dias não sejam abençoados, mas apenas que o próprio Deus fez do sábado um dia especial. 

A diferenciação do sétimo dia dos demais, como memorial da criação, é reconhecida também pelo fato de que, de modo singular, Deus o abençoou. Esse é o segundo ato divino em relação ao sábado. 

O relato bíblico diz: “Abençoou Deus o sétimo dia” (Gn 2:3). Note que “não há qualquer registro de que ele tenha abençoado algum dos outros dias”. Isso não significa, obviamente, que os demais dias não sejam abençoados, mas apenas que o próprio Deus fez do sábado um dia especial. O Deus Trino desejou compartilhar a experiência abençoadora de deleite e satisfação com os seres humanos. 

Adão e Eva, criados no sexto dia, entram no descanso de Deus e contemplam as maravilhas que o Criador havia feito, desfrutando de um dia de deleite ao seu lado, em meio à beleza da criação. Daqui, também se extrai a universalidade do sábado, pois foi instituído para toda a raça humana, já no Éden, e não apenas para o povo judeu, como muitos dizem. 

Assim como o casamento e o trabalho permanecem até hoje, tendo sido instituídos para o bem do ser humano, o mesmo se diz sobre o sábado. É uma dádiva, algo deleitoso, que visa ao benefício das pessoas. Esse dia é “abençoado para o refrigério da terra” e para a renovação psíquica, física e espiritual da raça humana. Não por menos, Jesus disse que esse dia foi feito para o nosso bem (Mc 2:27). 

 

Lições Bíblicas “O sábado Abençoado e santificado pelo Criador”. São Paulo: GEVC, 2018, Lição 01.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x