De olho na Copa, de olho na Bíblia: entrando no ‘campo da oração’

Se aproveitarmos esse aporte da Copa e intercedermos pelo país sede e as seleções que participam, para o progresso do Evangelho? 

Quando assistimos a Copa do Mundo, muitos de nós é envolvido em “um clima” que perpassa o futebol, pois, temos a sensação que, as distâncias geográficas e as diferenças culturais se esvaem, pelo poder que o esporte tem de unir gente de todo lugar, seja no Catar, ou pelas TVs e celulares por onde se acompanham os jogos. 

Talvez várias curiosidades culturais, políticas, econômicas vão encontrando respostas em pesquisas feitas  ou nas transmissões, que nos fazem criticar ou desejar conhecer determinado país, e aprimora nosso conhecimento cultural. Mas se além de “matar” nossa curiosidade, nós aproveitarmos esse aporte da Copa e intercedermos pelo país sede e as seleções que participam, para o progresso do Evangelho? 

Certa vez, o apóstolo Paulo pediu a Timóteo que a intercessão fosse uma prática de oração na vida do jovem líder: …recomendo que sejam feitas petições, orações, intercessões e ações de graça em favor de todos, em favor dos reis e de todos que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida pacífica e tranquila, caracterizada por devoção e dignidade. Isso é bom e agrada a Deus, nosso Salvador, cujo desejo é que todos sejam salvos e conheçam a verdade. (1 Timóteo 2:1-4 NVT). 

 

Há duas claras razões, por assim dizer, na instrução paulina, que deve motivar a oração pelas pessoas, autoridades e nações. A primeiro razão: Para que a igreja tenha vida tranquila. Mais que vida sem aflições, pois estas fazem parte da experiência da vida cristã (Jo 16:33), o que está no pensamento bíblico aqui, é a igreja ter condições de pregar, com liberdade, o Evangelho de Jesus Cristo e os cristãos viverem sua fé livremente. Lembre-se: há pelo menos 7 Seleções que  representam países que perseguem os cristãos na Copa do Catar. 

 

A segunda razão da intercessão: a salvação das pessoas. Precisamos ter um coração missionário como o de Deus, “que deseja que todos os homens sejam salvos”. Em nosso coração, temos de desejar que a humanidade seja salva: nossos amigos e inimigos, os que concordam conosco ou discordam dos nossos gostos e opiniões. 

 

Para ajudar na sua prática de intercessão, sugerimos a Semana de Oração em comemoração ao Dia de Inclusão Promessista (DIP) > baixe o e-book aqui. Esse projeto de oração tem por foco Pessoas com Deficiência (pcds), com início neste domingo, na celebração noturna, durante a semana, no Aliança de oração, da TV Viva Promessa, às 8h da manhã, e com encerramento no sábado, 03, na celebração da manhã. 

Outra forma para interceder, é conhecer a situação dos cristãos nos diversos países, assistindo ao Programa “Igreja Missionária”, que na última sexta, 25, falou sobre a igreja no Laos, confira o episódio aqui: 

 

Por último, anote o nome dos países que deseja orar e apresentar diante do Pai; busque interceder por parentes, amigos, vizinhos e colegas de trabalho, e também, peça que o Espírito desça sobre você e a Igreja Adventista da Promessa para que a palavra seja compartilhada. 

 

Seja um amigo da missão e ajude a compartilhar o Evangelho. 

Doe em: amigosdamissao.org | Pix: sou@amigosdamissao.org

Por: APC Jornalismo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x