Skip to content

O Avivamento na Essência e os 91 anos da Igreja Adventista da Promessa

Como podemos definir um avivamento? Em um projeto de oração passado, o Ministério de Ensino da Igreja Adventista da Promessa deu a seguinte definição: “O avivamento autêntico é uma intervenção extraordinária de Deus na história, um mover, fora do comum. É o Senhor rasgando os céus e descendo sobre seu povo!”

Cremos que esse mover aconteceu a 91 anos atrás na vida de um homem, com falhas e defeitos, mas que se tornou um grande homem de Deus, cheio do Espírito do Senhor.

O Pr. João Augusto da Silveira teve uma intervenção espiritual, fora do comum, em meio a dúvidas sobre quando se cumpriria em sua vida a promessa do Pai. Pois, ele sabia que: “…a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.” (Atos 2:39)

E então, o Soberano Senhor rasgou os céus naquela tarde de 24 de janeiro de 1932, quando o pioneiro foi revestido de poder, falou em línguas estranhas, e ao abraçar a pioneira Marcionila, que lhe interrogou o que ia fazer depois de ter recebido o cumprimento da promessa, ressaltou sua disposição em sair a pregar o Salvador e o poder do Espírito, até o fim de sua vida.

A “Tarde da Promessa cumprida” que marcaria a história da primeira denominação pentecostal genuinamente brasileira, por ter um fundador do Brasil, não pararia naquele instante, mas desaguaria em um movimento de quase um século. Isso é um “Avivamento na Essência”. Mas quais são as “marcas” desse mover de Deus na história de Sua Igreja?

 

Marca 1: A centralidade na Palavra de Deus. 

Um avivamento é profundamente conectado à sede de ouvir, pregar e viver a Palavra de Deus, afinal, ela transforma nosso coração. Na história da Igreja, corações se ardem, quando cristãos fiéis abrem a Bíblia e falam suas promessas.

A Palavra de Deus, pregada de diversas formas, nos tempos de cada geração, é capaz de ascender homens e mulheres que vivem frios pelo pecado, indiferentes e seduzidos pelas distrações pós-modernas, como o consumo e entretenimento. Ela é: “…viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para julgar os pensamentos e propósitos do coração.” (Hebreus 4:12)

 

Marca 2: O recurso da oração. 

Cristãos na história tem clamado a Deus nos momentos mais difíceis da Igreja para que o Senhor intervenha na História. A oração é um dos meios deixados por Deus à igreja, para que Ele venha com poder sobre ela.

Em vez de rememorar as vigílias de antigamente, os cultos de antigamente, os hinos de antigamente, precisamos mais nos colocar ajoelhados e clamar a Deus com um coração quebrantado: “… Aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia.” (Habacuque 3:2)

 

Marca 3: A valorização da doutrina. 

Inevitavelmente, o avivamento leva à igreja valorizar as doutrinas da Palavra de Deus. Um coração cheio do Espírito, deseja obedecer a Lei, colocada na mente do salvo, pelo Espírito, quando este foi salvo. Uma igreja avivada, ama a doutrina e demonstra compromisso com o Senhor.

Ela sempre busca viver as recomendações das Escrituras: “Cuide de você mesmo e da doutrina. Continue nestes deveres, porque, fazendo assim, você salvará tanto a si mesmo como aos que o ouvem.” (1 Timóteo 4:16 NAA)

 

Marca 4: movimentar-se à missão. 

Não existe resultado mais evidente numa igreja avivada, do que ir ao encontro de seu próximo. O verdadeiro avivamento leva à igreja, ao movimento da missão. A semelhança do que aconteceu com os primeiros cristãos: “…e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus.” (Atos 4:31)

Essa missão envolve fazer Deus ser adorado, Jesus conhecido, os santos serem ensinados na obediência aos mandamentos do Senhor e aparelhados para a vida em igreja e missão, os necessitados serem acolhidos e supridos em seus dilemas e a esperança de viver e de um futuro certo, pela Segunda Vinda de Cristo.

 

Viva o avivamento na essência que Deus tem feito no meio dos promessistas.

Assista o Documentário “Rota 32”, com a história do início da Igreja Adventista da Promessa: 

 

Por: APC Jornalismo.