Skip to content

Sábado Abençoado: Uma reflexão proporcionada pelo descanso

Há interrupções que são bem-vindas em nossa vida. Uma delas, é quando estamos fazendo as coisas no piloto automático, de forma mecânica e fria. Como então reverter esse quadro, diante da rapidez dos nossos dias, com o excesso de atividades e a quantidade de informações que recebemos? Uma das formas que a Bíblia parece indicar, para fugirmos da mesmice, é tirar um tempo com o Criador, e o Sábado, pretende ser esse “mecanismo” divino, esse tempo sagrado, de reflexão, que só uma boa pausa traz. 

Por isso, ao comentar sobre o mandamento do descanso, certo filósofo disse: “Os momentos sagrados interrompem um fluxo cotidiano. Essa interrupção abre espaço, no plano psicológico, para pensarmos sobre coisas que habitualmente não seriam objeto de nossa reflexão, por causa das ocupações do dia a dia. Retirar-se do trabalho diário para orar, refletir ou simplesmente não fazer nada cria condições para um modo diferente de estar na vida.” Esse pensamento filosófico, mostra a riqueza da pausa, do sábado, dia do Senhor. 

Não à toa, o Senhor falou da importância do descanso, por meio do profeta Isaías Ele disse: Se desviares o pé de profanar o sábado e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia; se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do Senhor  digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs… (Isaías 58:13). Primeiro Isaías apresenta a mesmice da vida, enfatizando que a própria vontade (aquilo que for desnecessário), que é basicamente, objeto de nossa atenção cotidiana, deve ser evitada no sábado, e é representada pelas expressões “teus próprios interesses”, “teus caminhos”, “tua própria vontade” e “palavra vãs”

Depois Isaías, mostra que, como filhos e filhas da aliança com Deus, somos chamados a considerar a pausa, o descanso, o mandamento do sábado como “deleitoso”, “santo dia” e “honroso”, nos arrancando da mesmice da vida, nos proporcionando novas experiências com Deus e sua criação, em seu dia. Se mudar nossa forma de encarar o sábado, há muitas promessas associadas a isso: …então, te deleitarás no Senhor. Eu te farei cavalgar sobre os altos da terra e te sustentarei com a herança de Jacó, teu pai, porque a boca do Senhor o disse. (Isaías 58:14). 

Veja que, interromper o que fazemos do mesmo jeito, para guardar o dia de sábado, para se deleitar no Senhor, traz promessas gloriosas. A bênção patriarcal, da herança de Jacó, é prometida aos que guardam o dia do Senhor. “A obediência à aliança de Deus, tanto a antiga como a nova, trará bênçãos espirituais, temporais e eternas”

Podemos concluir que a interrupção de nossa rotina, para guardarmos o dia sagrado, nos fará enxergar melhor a forma como nos relacionamos com Deus e com sua criação, nos elevará a uma vivência mais autêntica de vida com Jesus e nos proporcionará mais conexão com o que é eterno. 

Assista o Programa “Sala Pastoral”, da TV Viva Promessa, que tratou do tema: “Por que guardamos o Sábado”:

Por: Ministério de Comunicação.